Gol sofre prejuízo e admite que vai perder ainda mais mercado

Integração com a Varig vai resultar em uma fatia consolidada de mercado menor que a atual

A Gol, segunda maior companhia aérea do país, registrou um prejuízo líquido de 216,77 milhões de reais no segundo trimestre, revertendo de maneira brusca o resultado apurado no mesmo período do ano passado, quando a companhia aérea teve um lucro de 157 milhões de reais. A empresa foi vítima de uma conjugação de fatores, que vão do aumento do querosene de aviação até a menor taxa de ocupação das aeronaves.

Para completar a safra de más notícias, o presidente da Gol, Constantino de Oliveira Júnior, afirmou que a integração com a Varig resultará em uma participação consolidada de mercado menor que a atual. A união das operações deve ser concluída entre o terceiro e o quarto trimestre deste ano, segundo Constantino. O empresário afirmou que o foco, agora, é recuperar a rentabilidade da Gol.

Os maus resultados levaram o mercado a cogitar a saída de Constantino do comando da aérea, algo que o executivo nega. O cenário pode se complicar ainda mais com os planos da Azul de iniciar suas operações ainda este ano, em vez de janeiro de 2009, como previsto. Antecipando-se à nova rival, a Gol e a TAM pediram à Anac permissão para operar rotas regionais que seriam de interesse da Azul. Nesta semana, a TAM também anunciou seus resultados trimestrais. Ao contrário da Gol, a empresa apresentou lucro líquido de 50 milhões de reais.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search