Notícias Vasp – 236 – Matéria do jornal Folha de São Paulo de 28.12.2010

Fazenda é vendida por metade do valor para pagar a 8.000 credores

DE SÃO PAULO
DO RIO

Depois de meses de espera e nove tentativas de realizar leilões para vender a fazenda Piratininga, que pertenceu ao empresário Wagner Canhedo, ex-controlador da Vasp, o imóvel foi vendido para o grupo ligado à família Limírio Gonçalves, que vendeu a fabricante de genéricos Neo Química ao grupo Hypermarcas.
O grupo tem sede em Goiás, mesmo Estado onde está situada a fazenda Piratininga, avaliada em R$ 615 milhões durante os leilões.
Com a venda do imóvel por quase metade desse valor (R$ 310 milhões), os cerca de 8.000 funcionários que atuaram na companhia devem começar a receber parte dos valores a que têm direito a partir de 2011.
As regras para o pagamento serão definidas pela juíza Elisa Maria Secco Andreoni, responsável pelo processo, que já adiantou que não irá priorizar ex-funcionários de nenhuma região específica nem privilegiar determinados escritórios de advocacia.
Os R$ 60 milhões já depositados como parte do pagamento devem ser rateados igualmente entre os ex-funcionários. O restante será dividido em cinco parcelas anuais de R$ 50 milhões.
O Ministério Púbico Federal continuará investigando o grupo Conagro e seus sócios, acusados de fraudar um dos leilões da fazenda. Dois dias após adquirir o imóvel, a empresa sustou o cheque da compra. (CR e JL)

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search