Notícias Vasp – 283 – Esclarecimentos sobre os pagamentos da massa falida da Vasp

São Paulo, 23 de setembro de 2011.

Caros Clientes e Amigos,

Lamentavelmente esse dinheiro que vai ser liberado (ninguém sabem quando, pois não existe nenhum publicação oficial da Justiça nesse sentido)  é  destinado somente para pagar os créditos extra-concursais ou dívidas da Massa Falida  realizadas após o pedido de Recuperação Judicial.

Nestes pagamentos estão incluídos somente os valores devidos aos ex-funcionários que continuaram trabalhando  na Vasp no período compreendido entre março de 2005 até a quebra em 04 de setembro de 2008.

Os ex-funcionários que ficaram até a falência vão receber o valor que eles (os gestores da Massa) alegam e reconhecem como devidos lá.

O que for pago lá será abatido do valor que está sendo apurado nas ações trabalhistas em curso na 14 Vara do Trabalho de São Paulo.

Este valores são devido em função da falta de pagamento das verbas rescisórias e dos salários atrasados quando do encerramento definitivo das atividades da Vasp.

Todos os outros ex-trabalhadores só deverão receber direto do seus processos, pela via da Ação Civil Pública,  que corre no Juízo Auxiliar de Execução do TRT da 2 Região ou VARA VASP, uma vez que  cerca de 90% (noventa por cento) dos processos contra a Vasp já tem o valor reconhecido e homologado lá e só estão aguardando o inicio dos pagamentos através da venda das fazendas do Canhedo.

Na Massa Falida, o máximo que todos ex-trabalhadores poderão um dia vir a receber, ficará restrito ao limite  máximo de 150 (cento e cinquenta) salários mínimos ( E só Deus sabe quando serão pagos).

Nenhum ex-trabalhador vai receber de 02 lugares… ou vai receber pela via da Massa Falida ou pela via da Ação Civil Pública.

Tudo indica que todos ex-funcionários  no Brasil irão receber somente via Ação Civil Pública.

Como vocês vem acompanhando pelas nossas noticias, o Canhedo está fazendo de tudo para anular a venda da Fazenda Piratininga e consequentemente o inicio dos pagamentos.

Enquanto houver recursos dele em Brasília, nós teremos aguardar e continuar a lutar para derruba-los.

Nada será pago a ninguém enquanto não houver a publicação das regras do possível  rateio.

Ninguém sabe ainda quando eles começarão, uma vez que ninguém sabe de nada (é tudo AFA ou mera especulação), a única coisa que se sabe que de concreto é que todos vão receber  um dia, em várias parcelas e de maneira sempre igual, para que ninguém seja beneficiado em detrimento dos outros.

O valor que será pago beneficiará todo ex-trabalhadores da Vasp no Brasil.

Como  lhes disse antes, em várias outras notícias, tanto o Canhedo como o Banco Rural e o Banco do Brasil, estão recorrendo junto ao TST e ao STJ para não pagarem o que devem(utilizando-se da famosa indústria de recursos).

O Juiz da Vara Vasp, por prudência, não quer iniciar os pagamentos enquanto não forem julgados todos os possíveis recursos.

Nós (Eu,o Dr.Francisco Gonçalves Martins com o apoio do Dr. Douglas Cavalheiro), através única e exclusivamente do Sindicato dos Aeroviários do Estado de São Paulo – SAESP, estamos lutando diariamente em Brasília para que todo ex-trabalhador da Vasp no Brasil, seja aeroviário ou aeronauta,  receba o que lhe é devido o mais rápido possível.

Já caminhos muito até aqui…..ainda temos muito a caminhar…. mas tenho a esperança e a firme convicção que  não demorará muito o dia que se iniciarão os pagamentos.

O que não posso fazer e jamais farei, é criar falsas expectativas nas pessoas, principalmente em vocês que nos acompanham nessa luta a mais de 11 (onze) anos.

Assim que tiver novidades mais concretas eu  lhes aviso, como sempre venho fazendo ao longo de todos esses anos.

Atenciosamente,

Carlos Duque Estrada

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search