Notícias Vasp – 286 – Prefeitura libera demolição de hangar da Vasp

Folha de São Paulo
São Paulo, quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Prefeitura libera demolição de hangar da Vasp
Medida, que visa ampliar Congonhas, ainda precisa de autorização de Anac e Aeronáutica
VANESSA CORREA
DE SÃO PAULO

A maior barreira para a ampliação e modernização das operações do aeroporto de Congonhas foi vencida pela Infraero ontem. Com a demolição dos antigos hangares da Vasp liberada pelo Conpresp (conselho municipal do patrimônio histórico), Congonhas pode agora construir um acesso à nova torre de controle e ampliar o pátio de aeronaves.
A autorização do órgão da prefeitura era necessária porque o aeroporto está, desde 2004, em processo de tombamento -a decisão foi adiada mais uma vez ontem.
Em maio, o Conpresp já havia autorizado a demolição de outras estruturas da Vasp. Segundo a Infraero (estatal que gere aeroportos), ainda não há projetos específicos nem data prevista para as modificações nos hangares.
Qualquer intervenção precisa primeiro do aval da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e da Aeronáutica, além da retirada de todos os bens da massa falida da Vasp.

TOMBAMENTO
A Folha apurou que já existe consenso para determinar o tombamento do edifício principal de Congonhas. O aeroporto foi inaugurado em 1936. Possui elementos de arquitetura art déco e moderna, além de painéis de artistas como Di Cavalcanti e Clóvis Graciano.
O órgão também vai proteger o saguão, mas deve sugerir que a escada rolante seja retirada, porque descaracteriza o projeto original. Em agosto, a Folha antecipou que a Infraero pretende fazer outras duas intervenções no terminal: uma na ala norte do embarque -ao lado do check-in da TAM-, que deve ganhar mais 30 balcões de check-in; e um acesso do metrô dentro do saguão, para ligá-lo à estação de monotrilho que será erguida no entorno.

 

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search