Paraná na rota de crescimento das aéreas

Paraná-online
Publicado: 15/10/2011 – 17:36Paraná na rota de crescimento das aéreas
Olavo Pesch

Mesmo com os aeroportos brasileiros superlotados e a necessidade urgente de se ampliar a infraestrutura para atender a forte demanda, as companhias aéreas continuam investindo pesado na expansão de seus negócios. E o Paraná é considerado estratégico na rota de crescimento das principais empresas do setor.

Só entre janeiro e agosto, o movimento nos dois aeroportos internacionais do Estado – Curitiba e Foz do Iguaçu – cresceu 30% em relação ao mesmo período de 2010, passando de 4,3 milhões para 5,6 milhões de passageiros transportados. O incremento é verificado tanto nos destinos internacionais (44%) quanto nos domésticos (30%).

Com operações no Estado desde 2001, a Gol domina o mercado paranaense de aviação, com 138 voos diários ligando quatro cidades – Curitiba, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu – aos principais destinos do País. “O Paraná constitui, hoje, um dos principais hubs de distribuição de passageiros em nossa malha, pois é uma opção muito conveniente para escalas e conexões”, destaca a companhia. A Gol incluiu recentemente novos voos nas linhas Guarulhos-Maringá e Guarulhos-Foz do Iguaçu. A empresa tem planos de incrementar a oferta para os mercados que opera, no entanto, por questões estratégicas, não pode divulgar os detalhes no momento.
A TAM limitou-se a informar que as operações no Paraná incluem 35 voos partindo de Curitiba, sete de Foz do Iguaçu e cinco de Londrina. Segundo a a companhia, “as rotas são sempre avaliadas conforme a demanda de cada cidade ou região. Estamos sempre atentos às necessidades de nossos clientes e constantemente iniciamos ou ampliamos operações, tanto domésticas quanto internacionais”.

Já a Azul, presente no Estado desde janeiro de 2009, conta com dezesseis voos diários em Curitiba, Maringá e Foz do Iguaçu. A empresa pediu autorização à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar em Londrina, com três voos diários para Campinas, a partir de fevereiro de 2012. Se for aprovada, o Paraná se tornará o estado com maior número de cidades atendidas depois de São Paulo. “O Paraná concentra demandas de vários setores da economia, além do turismo. Por isso, sua importância estratégica é vital e pretendemos continuar crescendo no Estado. Chegou a vez de Londrina, mas vamos olhar para outras cidades”, revela o diretor de marketing, Paulo Mesnik. Só este ano, a Azul já transportou mais de 200 mil passageiros no Paraná e deve fechar o ano com algo em torno de 270 mil pessoas atendidas.

Já a Avianca, apesar de operar com apenas três voos diários em Curitiba, o que corresponde a 8 mil passageiros transportados por mês, se diz limitada pela falta de slots para pousos e decolagens em São Paulo. “Mas o voo Curitiba-Brasília, que começou em setembro, já é um sucesso, porque em Brasília temos um hub para todo o Nordeste”, salienta o vice-presidente comercial e de marketing, Tarcísio Gargioni. “Ainda estamos definindo o planejamento de 2012, mas não há dúvida nenhuma de que o Paraná é um dos mercados prioritários para nós”, comenta. Ele revela que a companhia tem interesse em expandir seus negócios para Londrina e Maringá. “Está em análise. São cidades que estão crescendo e têm demandas”, aponta.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search