Gol se fortalece para concorrer com a TAM

Folha de São Paulo
São Paulo, quinta-feira, 08 de dezembro de 2011Mercado 

Gol se fortalece para concorrer com a TAM
Investimento de US$ 100 mi da Delta vai reforçar caixa da Gol, que teve prejuízo de R$ 516 mi no terceiro trimestre
Para especialista, negócio permitirá que empresa brasileira continue crescendo sem se endividar

DE SÃO PAULO

O investimento de US$ 100 milhões da Delta vai reforçar o caixa da Gol, que no trimestre passado registrou prejuízo de R$ 516 milhões.

“O investimento vai deixar nosso balanço mais forte e reduzir a alavancagem [proporção do endividamento sobre a receita]”, afirmou o presidente da Gol, Constantino de Oliveira Junior.

Para o professor de transporte aéreo do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) Alessandro Oliveira, a associação com a Delta permitirá à Gol enfrentar melhor a competição com a TAM, que caminha para a conclusão da operação de fusão com a chilena Lan e que levará à criação da Latam.

“Com essa aliança, a Gol ganha musculatura financeira para comprar outras companhias pequenas no Brasil”, diz Oliveira. “Ela se financia para continuar sua expansão sem se endividar.”

Oliveira acredita que a associação Delta-Gol é uma resposta à criação da Latam. “O movimento da TAM com a Lan com certeza mexe com a Gol. De alguma forma, ela tinha de se movimentar para sinalizar ao mercado que possui uma estratégia de sustentabilidade.”

A Delta, para Oliveira, pode se beneficiar da expansão do mercado brasileiro.

“No momento em que sua grande concorrente nos Estados Unidos, a American Airlines, passa por dificuldades financeiras, é importante para a Delta sinalizar que está se expandindo, que não depende só do mercado interno”, diz o professor do ITA.

EUA ESTAGNADOS

“O mercado doméstico americano está estagnado. Investir na América Latina é tudo o que o acionista da Delta pode querer hoje.”

Durante o anúncio do acordo ontem pela manhã, o presidente do conselho de administração da Delta, Ed Bastian, descartou a possibilidade de aumentar a participação na companhia brasileira.

Já o presidente da Gol foi menos taxativo. “Nada impede que a gente aumente essa participação no futuro, mas não há nada previsto no acordo nem há negociação nesse sentido neste momento”, disse Oliveira Junior.

O acordo foi bem aceito pelos analistas do mercado financeiro. As ações da Gol lideraram as altas na Bolsa de Valores, subindo 3,61% em um dia de queda de 1,47% do Ibovespa.

(MARIANA BARBOSA)

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search