Companhias aéreas fizeram planos para caso de emergência

O Estado de S.Paulo
Companhias aéreas fizeram planos para caso de emergência
20 de dezembro de 2011 | 3h 08
O Estado de S.PauloA Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) orienta os passageiros que encontrarem problemas para embarcar, atrasos ou voos cancelados por causa da greve dos aeronautas e aeroviários a procurarem as empresas aéreas, antes de fazer reclamações à agência. As companhias elaboraram planos específicos para o caso de emergência no fim do ano e podem ter de apresentar à Anac novos planos, caso a greve efetivamente aconteça.

Com base nesses planos, as empresas se comprometem a manter um mínimo de atendimento e funcionamento. A partir desses compromissos específicos que cada empresa assume com a agência, os fiscais da Anac podem aplicar multas ou outras penalidades às aéreas.

Se ficar insatisfeito com o procedimento das empresas, o passageiro pode procurar os guichês da Anac nos aeroportos e registrar queixa formal. Ali, o cliente da companhia recebe um protocolo e pode acompanhar o desenrolar do processo.

Na prática, a greve dos funcionários de companhias aéreas será tratado pela Anac como emergência igual às outras. As empresas não poderão elevar o número de atrasos e cancelamentos usando a paralisação como desculpa, por exemplo, segundo a assessoria de imprensa da agência. Os passageiros também podem ligar para a ouvidoria da Anac no telefone 0800-725-4445 e fazer críticas à atuação da agência ou das empresas.

A Anac monitora as negociações de aeronautas e aeroviários com as empresas, mas não interfere no diálogo, uma vez que seu papel é regular a concessão público de serviço de transporte aéreo de passageiros.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search