Unidas, Lan e TAM devem ficar com a aliança global OneWorld

Folha de São Paulo
São Paulo, segunda-feira, 06 de fevereiro de 2012

Unidas, Lan e TAM devem ficar com a aliança global OneWorld
Sem a TAM, StarAlliance deve ficar sem representante no Brasil

MARIANA BARBOSA
DE SÃO PAULO

Resultado da união entre as companhias aéreas Lan e TAM, a Latam deve optar pela aliança de companhias aéreas OneWorld. A Folha apurou que prevaleceu o desejo da Lan, que é uma das fundadoras da OneWorld.

Por decisão do tribunal de defesa da concorrência do Chile, as empresas têm até setembro de 2013 para decidir se ficam com a OneWorld ou com a StarAlliance, à qual a TAM está ligada desde 2010.

O vice-presidente da Lan, Enrique Cueto, que vai assumir como presidente-executivo do Grupo Latam, promete anunciar a escolha até o final de março, logo após a conclusão da fusão.

O presidente da American Airlines (AA), Tom Horton, tratará do assunto com a TAM nesta semana. A AA está entre as principais companhias da OneWorld, ao lado da British Airways e Iberia.

As negociações da Latam com a OneWorld preocupam a StarAlliance, que ficará “descoberta” no Brasil.

A Gol está cada vez mais próxima da SkyTeam, a aliança da Delta Airlines, que recentemente adquiriu 3% da companhia brasileira.

As alianças permitem aos passageiros acumularem milhas de viagem em voos de empresas da mesma rede, ao mesmo tempo em que abrem as companhias para passageiros vindos das parceiras.

O tribunal chileno também determinou que a Latam não poderá ficar na mesma aliança que o grupo Avianca-Taca, controlada pelo empresário naturalizado brasileiro German Efromovich. Isso porque os dois grupos têm malhas parecidas na América Latina.

A colombiana Avianca iniciou seu processo de integração à StarAlliance no final de 2010, mas o processo não andou em razão do anúncio da fusão de TAM e Lan.

A Folha apurou que, se a Latam optasse pela StarAlliance, ela abriria mão da Avianca. Com a Latam dando sinais de que ficará com a OneWorld, o processo de integração da Avianca-Taca foi retomado. Apesar de pertencer ao mesmo grupo, a Avianca brasileira não faz parte do acordo com a StarAlliance.

Procurada, a TAM afirmou que avalia o assunto com cuidado. “Vamos tomar uma decisão dentro do prazo, levando em conta a alternativa que oferecerá os melhores benefícios aos nossos clientes.”

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search