Sindicato teme que Gol anuncie demissões

O Globo
Terça-feira, 20 de março de 2012

Sindicato teme que Gol anuncie demissões
Aérea não atinge meta de licenças não remuneradas

● SÃO PAULO. A Gol informou ontem que o programa de licença não remunerada encerrado na sexta-feira “atendeu parcialmente” às expectativas da companhia, sem dar os números da adesão. Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), a meta da companhia era conceder licenças a 120 pilotos e a cem comissários. O não cumprimento desse objetivo preocupa a entidade, que até amanhã deve se reunir com a diretoria da empresa para negociar a manutenção dos empregados ameaçados de demissão.

Em nota, os representantes dos aeronautas disseram que a Gol alega problemas administrativos para demitir funcionários e lançar o programa de licenças não remuneradas. O sindicato informou que a iniciativa é ilegal e fere a convenção coletiva da categoria. Segundo a entidade, a empresa fora alertada no ano passado que suas metas de crescimento eram irreais.

Empresa voltou a honrar contratos com bancos

A Gol alega que o procedimento é legal e que estuda outras ações internas para melhorar seus resultados operacionais. “A companhia tem um plano de negócios disciplinado e possui um quadro de colaboradores condizente com suas necessidades operacionais, entre os quais cerca de 1.800 comandantes e copilotos, além de cerca de 3.600 comissários de bordo”, informou.

A Gol informou na sexta-feira que voltou a honrar o contrato de debêntures de R$ 1,1 bilhão, nas mãos de Banco do Brasil e Bradesco. Em fevereiro, a aérea anunciou que não conseguiria honrar o contrato, gerando dívida de curto prazo.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search