Gol quer menos comissários por voo

O Estado de S.Paulo
26 de março de 2012 | 3h 05

Gol quer menos comissários por voo
O Estado de S.Paulo

Como forma de cortar custos, a Gol elaborou um programa de treinamento para conseguir voar em seus Boeing 737-700 com três comissários – um a menos que a configuração atual, segundo documento interno da empresa, datado de novembro de 2011, ao qual o Estado teve acesso.

Das 120 aeronaves da companhia, 43 são Boeing 737-700, com capacidade para transportar 144 passageiros. Hoje, a Gol tem mil 3,6 comissários.

A redução do número de comissários por voo é possível após uma mudança no regimento do setor feita em março de 2010 pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que segue uma norma americana.

Antes, o número mínimo de comissários por voo era definido pela quantidade de portas de emergência. Agora, a definição é pelo número de passageiros. Assim, aviões com menos de 150 assentos podem ter três comissários, mesmo que tenham quatro portas.

As empresas que voavam com quatro comissários em aeronaves de até 150 lugares precisam da autorização da Anac para alterar a configuração. A agência disse que foi procurada para tratar da questão pela Gol, pela TAM, Avianca e Webjet, mas não confirmou se todas elas já foram certificadas e quais já fizeram a alteração.

A Gol – que anunciou recentemente um programa de licenças não remuneradas para pilotos e abriu programa de demissões voluntárias – preferiu não comentar o assunto.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search