Em crise, Gol começa a cortar serviço de bordo gratuito

Folha de São Paulo
São Paulo, quinta-feira, 12 de abril de 2012

Em crise, Gol começa a cortar serviço de bordo gratuito

DE SÃO PAULO – Em crise financeira, a Gol começou a cortar o serviço de bordo gratuito oferecido em seus voos.

A medida, implantada na semana passada, afeta inicialmente 180 (22%) dos 820 voos diários da companhia. Até o fim do semestre, o corte atingirá 44% dos voos -todos os que duram mais de uma hora e meia.

Até então, os passageiros dos voos afetados recebiam gratuitamente suco ou refrigerante, mais amendoim ou batatas chips. Já havia também o serviço de bordo pago.

Desde 2 de abril, há apenas a opção do cardápio pago nos voos que passaram pela mudança. Refrigerante, suco e batatinha saem por R$ 5 cada um.

Para a companhia, o serviço gratuito deixou de fazer diferença, mas ele continuará a existir na ponte aérea Rio-São Paulo.

Iniciado em 2009, o serviço de venda a bordo faz parte do modelo de baixo custo da Gol. É adotado também pela Webjet, comprada pela Gol no ano passado, e por outras companhias aéreas que atuam no exterior.

A Gol encerrou 2011 com um prejuízo de R$ 710,4 milhões.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search