Gol elimina quatro cargos de diretoria e 26 de gerência

13/04/2012 – 10h45

Gol elimina quatro cargos de diretoria e 26 de gerência

SÃO PAULO, 13 Abr (Reuters) – A Gol Linhas Aéreas reduziu mais uma vez o número de vice-presidências e anunciou o fim de quatro cargos de diretoria e 26 posições de gerências média e sênior, “em função de suas iniciativas de adequação à nova capacidade operacional e ao ambiente macroeconômico”.

Segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira, a companhia eliminou a vice-presidência de clientes e mercado e agora passa a ter apenas as vice-presidências técnica-operacional e de finanças e estratégia, comandadas, respectivamente, por Adalberto Bogsan e Leonardo Pereira. Ricardo Khauaja, que ocupava a vice-presidência eliminada, deixa a companhia.

“Em sua nova estrutura a companhia passa a contar com quinze diretorias”, disse a Gol.

A companhia aérea contava com três vice-presidências desde setembro do ano passado, quando foi anunciado o fim da diretoria de mercado da empresa e a saída, por meio de renúncia, da diretora Claudia Jordão Ribeiro Pagnano.

“As mudanças foram definidas dentro dos estritos padrões de governança, com a participação, em todo o processo, do Conselho de Administração”, afirmou o Gol, em comunicado.

A Gol tem divulgado importantes medidas de reduções de custos, como a redução de 205 empregados no início deste mês e o corte de 80 a 100 voos diários entre março e abril.

As ações da Gol operavam em queda de 1,46 por cento, a 10,80 reais às 11h15, enquanto a TAM, sua principal concorrente, recuava 0,02 por cento, a 44,62 reais no mesmo horário. O Ibovespa cedia 1,3 por cento.

(Por Carolina Marcondes; edição Diogo Ferreira Gomes)

SÃO PAULO, 13 Abr (Reuters) – A Gol Linhas Aéreas reduziu mais uma vez o número de vice-presidências e anunciou o fim de quatro cargos de diretoria e 26 posições de gerências média e sênior, “em função de suas iniciativas de adequação à nova capacidade operacional e ao ambiente macroeconômico”.

Segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira, a companhia eliminou a vice-presidência de clientes e mercado e agora passa a ter apenas as vice-presidências técnica-operacional e de finanças e estratégia, comandadas, respectivamente, por Adalberto Bogsan e Leonardo Pereira. Ricardo Khauaja, que ocupava a vice-presidência eliminada, deixa a companhia.

“Em sua nova estrutura a companhia passa a contar com quinze diretorias”, disse a Gol.

A companhia aérea contava com três vice-presidências desde setembro do ano passado, quando foi anunciado o fim da diretoria de mercado da empresa e a saída, por meio de renúncia, da diretora Claudia Jordão Ribeiro Pagnano.

“As mudanças foram definidas dentro dos estritos padrões de governança, com a participação, em todo o processo, do Conselho de Administração”, afirmou o Gol, em comunicado.

A Gol tem divulgado importantes medidas de reduções de custos, como a redução de 205 empregados no início deste mês e o corte de 80 a 100 voos diários entre março e abril.

As ações da Gol operavam em queda de 1,46 por cento, a 10,80 reais às 11h15, enquanto a TAM, sua principal concorrente, recuava 0,02 por cento, a 44,62 reais no mesmo horário. O Ibovespa cedia 1,3 por cento.

(Por Carolina Marcondes; edição Diogo Ferreira Gomes)


Recommended Posts

Start typing and press Enter to search