Demanda aérea no Brasil sobe 7,7% em setembro, oferta cai

29/10/2012 11h45 – Atualizado em 29/10/2012 11h45

ReutersSÃO PAULO, 29 Out (Reuters) –
 

A demanda doméstica por voos no Brasil cresceu 7,7 por cento em setembro sobre igual mês de 2011, atingindo o maior nível para o período em 12 anos, informou nesta segunda-feira a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
Já a oferta de assentos caiu 2,1 por cento, na mesma comparação, interrompendo oito anos consecutivos de crescimento e marcando a primeira redução de oferta para o mês de setembro desde 2003.

A taxa de ocupação dos voos domésticos, enquanto isso, subiu quase 7 pontos percentuais ano a ano, para 75,6 por cento no mês passado, a mais alta para setembro desde 2000.
Nos nove meses até setembro, a demanda por voos dentro do Brasil cresceu 7,3 por cento, ao passo que a oferta aumentou 5,52 por cento. A taxa de ocupação alcançou 72 por cento no acumulado do ano, acima dos 70,8 por cento de janeiro a setembro de 2011.

Em setembro apenas, a TAM manteve a liderança do setor no país, com 40,2 por cento do mercado doméstico, seguida pela Gol, com 33,9 por cento.
Avianca e Trip registraram os maiores crescimentos em fatia de mercado, atingindo 5,5 e 4,4 por cento, respectivamente.

VOOS INTERNACIONAIS
Em setembro, a demanda por voos internacionais operados por companhias aéreas brasileiras caiu 2,4 por cento na relação anual, enquanto a oferta diminuiu 2,7 por cento na mesma base.
A taxa de ocupação ficou em 82,8 por cento no mês passado, praticamente estável sobre um ano antes.
De janeiro a setembro, houve queda de 0,1 por cento na demanda internacional no Brasil. A oferta recuou 2,1 por cento.
(Por Vivian Pereira)

 

 

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search