Gol prevê redução de assentos e aumento nas tarifas, diz presidente

G1
14/11/2012 12h12


Resultado anualizado de redução de oferta doméstica vai ficar em 4,5%.
Prejuízo da Gol caiu no 3º tri sobre um ano antes, para R$ 309,4 milhões.

Do Valor OnLine

O presidente-executivo da Gol Linhas Aéreas, Paulo Kakinoff, afirmou nesta quarta-feira (14) que “a tendência para 2013 é de redução de oferta”. O executivo lembrou que, até o fim deste ano, a companhia vai acumular uma diminuição da oferta de assentos por quilômetro de 4,5%.

“Fizemos uma redução de oferta de abril para maio, devido à racionalização da nossa malha [de voos], que naquele momento oscilou entre 8,5% a 9%. De maio a outubro deste ano, mês a mês, a redução ficou entre 7,5% e 8,5%. O resultado anualizado de redução de oferta doméstica vai ficar em torno de 4,5%”, afirmou Kakinoff em teleconferência para comentar os resultados da companhia no terceiro trimestre.

O prejuízo líquido da Gol caiu no terceiro trimestre sobre um ano antes, após uma forte redução nas perdas com variações cambiais, para R$ 309,4 milhões, ante resultado negativo um ano antes de R$ 516,5 milhões, informou a empresa.

Reajuste de tarifas
Segundo o executivo, a expectativa para os próximos meses é de alta nos “yields”, valor que o passageiro paga por quilômetro voado e que baliza reajustes de tarifas.

“A expectativa é de melhoria dos ‘yields’ ao longo dos próximos meses”, disse Kakinoff. De acordo com ele, para o quarto trimestre, alta temporada para o transporte aéreo, com consequente aumento de tarifas nessa época, “espera-se que os ‘yields’ sejam comparáveis com a alta temporada do ano passado”.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search