SP: furtos em Cumbica e Congonhas crescem 36%

Jornal da Band
Atualizado em segunda-feira, 3 de dezembro de 2012 – 08h07


Notebooks, tablets e celulares são os principais alvos das quadrilhas que atuam nos dois aeroportos de São Paulo
Márcio Alves, do Metro São Paulo
noticias@band.com.br

Quem vai viajar utilizando os dois principais aeroportos de São Paulo no final do ano deve ficar atento. O número de furtos em Cumbica e Congonhas subiu 36% neste ano. Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública), foram registrados 1.827 crimes desse tipo de janeiro a outubro, ante 1.342 no mesmo período de 2011.

O maior aumento ocorreu em Cumbica: 37%. Foram 1.519 casos entre janeiro e outubro, ante 1.108 em 2011. Em Congonhas, o número saltou de 234, no período de comparação, para 308 nos nove primeiros meses deste ano, alta de 31%.

Na comparação entre outubro deste ano com o mesmo mês de 2011, o aumento chega a 48% nos dois terminais – 236 ante 159. O aumento nos casos de furto é bem maior do que o crescimento do fluxo de passageiros que circulam pelos terminais. De acordo com dados da Infraero, o terminal internacional de Cumbica registrou um aumento de 8% no volume de passageiros, passando de 82 mil por dia, em 2011, para 89 mil, neste ano.

Em Congonhas, o número de passageiros se manteve estável: cerca de 46 mil pessoas por dia. Os alvos prediletos dos ladrões são aparelhos eletrônicos como notebooks, celulares e tablets. O delegado Raul Machado, responsável pela operação no terminal de Guarulhos, afirma que boa parte das quadrilhas é formada por estrangeiros.

“Eles se aproveitam de passageiros distraídos e agem, principalmente, no saguão central”. No início do mês, foram detidos dois peruanos acusados de cometer uma série de furtos em Cumbica.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search