Com mais check-in e aviões, plano contra apagão começa na quinta

O Estado de S.Paulo

Governo diz que vai dobrar o número de fiscais e empresas prometem evitar overbooking
11 de dezembro de 2012 | 10h 06
Antonio Pita e Glauber Gonçalves – O Estado de S. Paulo

RIO – Para garantir um fim de ano tranquilo aos mais de 17 milhões de passageiros que passarão pelos aeroportos brasileiros neste mês, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) terá fiscalização reforçada nos principais terminais. A preocupação é evitar atrasos e filas, uma vez que a expectativa é de aumento de 8% no fluxo em relação ao mesmo mês de 2011.

A agência dobrou o número de aeroportos sob fiscalização, aumentou o número de funcionários, e determinou que as companhias aéreas operem com todos os guichês para desafogar o fluxo. A operação especial começa na quinta-feira e seguirá até 14 de janeiro. Ao todo, 290 funcionários da Anac vão fiscalizar as companhias e orientar os passageiros. As equipes da Polícia Federal, Receita Federal e Infraero – responsável pela operação de nove dos 12 terminais fiscalizados – também serão ampliadas nos terminais de Guarulhos, Viracopos (Campinas) e Brasília.

“O transporte aéreo já é um transporte de massa, superando desde o ano passado o movimento das rodoviárias para destinos interestaduais”, afirmou o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt. “Estamos preparando atuação conjunta para que possamos funcionar de maneira estruturada e organizada. É uma garantia de que teremos um fim de ano com atendimento de qualidade para a população”, disse Bittencourt. O reforço da fiscalização ocorrerá ainda no Galeão e Santos Dumont, no Rio; Congonhas, em São Paulo; Confins (MG); Salvador (BA); Fortaleza (CE); Recife (PE); Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR). Em 2011, apenas seis aeroportos participaram da operação especial.

Entre 2008 e 2012, o aumento no fluxo de passageiros corresponde a 75%. Apesar da alta no movimento, os atrasos têm diminuído, segundo a Anac. Até novembro, 10,5% dos voos partiram com atrasos e 4,6% foram cancelados – em igual período de 2011, o porcentual foi de 13,6% e 4,8%, respectivamente.

Empresas. As companhias aéreas se comprometeram com a Anac a operar todos os guichês de check-in nos aeroportos, além de reforçar as equipes de atendimento ao passageiro. A medida vai gerar um aumento de entre 10% e 12% nas equipes das companhias, segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

As companhias devem evitar a prática de overbooking, quando são vendidos mais bilhetes que a capacidade dos voos e terão de antecipar a manutenção preventiva das aeronaves. Também estarão disponíveis entre sete e 11 aeronaves extras para substituição em caso de problemas nas principais companhias.

Após demitir 850 funcionários e encerrar as operações da Webjet, a Gol informou que vai suspender as férias dos funcionários no fim de ano para atender à demanda dos passageiros. Os clientes da Webjet já foram realocados em outros voos. A companhia também dobrará o número de quiosques de autoatendimento em Santos Dumont e Galeão (RJ); Guarulhos e Congonhas (SP); Brasília; e Porto Alegre.

Já o vice-presidente comercial da Avianca, Tarcicio Gargioni, afirmou que o movimento será calmo se o tempo ajudar. “É só pedir uma ajuda a São Pedro e tudo será tranquilo”, brincou.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search