Gol recorre contra reintegração de funcionários e ações sobem

G1
Atualizado em 14/12/2012 18h57Valor OnLine

A VRG Linhas Aéreas S.A., holding controladora das companhias aéreas Gol e Varig, e a Webjet Linhas Aéreas, entraram na última quarta-feira, 12, com um mandado de segurança na segunda instância do Tribunal Regional do Trabalho do Rio (TRT/RJ) contra a decisão do juiz Bruno de Paula Vieira Manzini, que concedeu liminar garantindo a reintegração de 850 funcionários da Webjet demitidos pela Gol há três semanas, após a compra da companhia aérea.

A liminar concedida pelo juiz em primeira instância estabelece o pagamento de multa de R$ 20 mil para cada trabalhador demitido caso a empresa não cumpra da determinação de reintegrar os funcionários da Webjet. A Gol informou ao Valor que todos os 850 funcionários continuam demitidos.

A questão pode ser definida na próxima terça-feira, 18, quando está marcada uma audiência para definir a realocação e/ou dispensa dos 850 funcionários de acordo com os parâmetros estabelecidos pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão de defesa da concorrência.

Na sua decisão, o juiz Bruno de Paula Vieira Manzini afirma que na operação de aquisição da Webjet estava ‘vedada a dispensa e/ou demissão injustificada, bem como transferência de pessoal’, conforme prevê o Acordo de Preservação de Reversibilidade da Operação (Apro) firmado entre Gol e Webjet.

Com o anúncio do recurso, as ações da Gol subiram 7,63% na bolsa de valores nesta sexta-feira.

(Guilherme Serodio | Valor)

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search