Ministra do TST diz que não há o que decidir, neste momento, sobre greve dos aeronautas

Notícias do TST

(Sex, 14 Dez 2012, 19h)

A vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministra Maria Cristina Peduzzi (foto), publicou despacho nesta sexta-feira (14) no qual informa que diante da informação da suspensão da greve dos aeronautas, não há nada a deferir, nesta oportunidade, sobre o pedido de liminar formulado pelo Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias.

De acordo com o sindicato trabalhista, a greve, originalmente prevista para ter início a partir das 16h desta quinta-feira (13/12), foi suspensa. “Não haverá nenhum movimento paredista nesse momento”, informou o sindicato nos autos da Ação Cautelar Preparatória ajuizada pelo sindicato patronal.

O pedido de liminar pretendia a manutenção de 90% dos postos de trabalho durante a greve que estaria prestes a ser deflagrada, e ainda a fixação de multa diária para a hipótese de descumprimento.

“Como o Sindicato Nacional dos Aeronautas informou a suspensão do movimento paredista e a ausência de início de greve, não há nada a deferir, nesta oportunidade”, esclareceu a ministra em seu despacho.

DECISÃO DA CAUTELAR DO SNEA

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search