270 aeroportos regionais terão investimentos de R$ 7,3 bilhões

20/12/2012 – 11h17 / Atualizada 20/12/2012 – 13h19

Do UOL, em São Paulo

O governo anunciou nesta quinta-feira (20) um plano de investimentos em aviação regional no total de R$ 7,3 bilhões para 270 aeroportos. O projeto prevê ainda a isenção de tarifas e a concessão de subsídios às companhias aéreas, para possibilitar a abertura de novas rotas.

O Banco do Brasil irá auxiliar na aplicação dos investimentos nos aeroportos regionais.

Receberão investimentos do governo: 64 aeroportos do Nordeste (no total de R$ 2,1 bi), 67 aeroportos da região Norte (R$ 1,7 bi), 65 aeroportos do Sudeste (R$ 1,6 bi), 43 aeroportos no Sul (R$ 1 bi) e 31 aeroportos no Centro-Oeste (R$ 900 milhões).

Os aeroportos com menos de 1 milhão de passageiros por ano de todo o país serão isentos de tarifas aeroportuárias.

“Precisamos ter uma intensidade de investimento que permita à população do interior acessar as grandes capitais e se movimentar pelo país com qualidade”, afirmou o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt.

Dilma recua sobre alta das tarifas aéreas e ironiza aplausos

    Segundo a presidente Dilma Rousseff, o Brasil dispõe de 689 aeroportos públicos fora das capitais, e 720 incluindo os das capitais; ainda conta com pouco mais de 900 aeroportos privados, que compreende desde estruturas em fazendas [como pistas de pouso].

    Os aeroportos representam um dos principais gargalos da infraestrutura brasileira. O anúncio segue medidas semelhantes adotadas pelo governo para rodovias, ferrovias e portos para superar entraves ao desenvolvimento e dar maior competitividade à economia brasileira.

    Concessão dos aeroportos de Galeão (RJ) e Confins (MG)

    O governo anunciou que irá passar para a iniciativa privada a administração dos aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG). Estão previstos R$ 11,4 bilhões de investimentos, sendo R$ 6,6 bi para o Galeão e R$ 4,8 bi para Confins. Os editais saem em agosto de 2013. Os leilões devem ser realizados em setembro.

    No ano passado, o governo concedeu à iniciativa privada os terminais de Campinas (SP), Guarulhos (SP) e Brasília (DF).

    Recommended Posts

    Start typing and press Enter to search