Três aviões do mesmo modelo apresentam falhas em poucos dias

G1
Atualizado em 10/01/2013 00h58

Boeing saiu em defesa dos 787 Dreamliner nesta quarta-feira (9).
Problemas iniciais são comuns, diz a empresa.

Elaine Bast
Nova York, EUA

Veja vídeo no site do G1

A Boeing saiu, nesta quarta-feira (9), em defesa dos 787 Dreamliner, depois que três aviões desse modelo – um dos mais modernos do mundo – apresentaram falhas essa semana.

Um dos computadores de bordo indicava falha no sistema de freios do avião, mas não havia nada de errado. Mesmo assim, o Boeing 787 Dreamliner da companhia All Nippon Airways não saiu do chão.

O ocorrido no Japão foi o terceiro incidente em três dias envolvendo o modelo mais novo e sofisticado da americana Boeing. Na terça-feira (8), um avião da Japan Airlines que se preparava para decolar de Boston para Tóquio com 180 passageiros ficou no solo.

Uma equipe de bordo de outra aeronave percebeu que havia um vazamento de combustível no 787 e alertou a torre de controle. Na segunda-feira (7), no mesmo aeroporto, um outro 787 da Japan Airlines teve um problema com uma bateria auxiliar, que pegou fogo. Os passageiros já haviam desembarcado.

O Boeing 787 Dreamliner entrou em operação há pouco mais de um ano e a companhia já entregou 49 aviões. Outros 800 já foram encomendados. O Dreamliner é considerado um dos aviões mais modernos já fabricados, mas incidentes seguidos como esses deixam os passageiros com um pé atrás.
Segundo a Boeing, problemas iniciais são comuns quando novas aeronaves são introduzidas no mercado. O 787 é considerado uma maravilha da engenharia aeronáutica, com uso intenso de materiais compósitos e um nível inédito de espaço e conforto para os passageiros.

A empresa afirmou que os incidentes não estão relacionados, e que está cooperando com as investigações. Nesta quarta-feira, as ações da Boeing voltaram a subir, depois de caírem quase 5% entre segunda e terça-feira.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search