Japan Airlines diz que vai pedir indenização de US$ 7,5 milhões à Boeing

Diário de Pernambuco

Agência O Globo
Publicação: 04/02/2013 14:58

A companhia aérea Japan Airlines disse nesta segunda-feira que deixar sua frota do modelo Boeing 787 Dreamliner parada custaria cerca de 700 milhões de ienes até o fim de março e que iria buscar junto à fabricante das aeronaves uma indenização por seus prejuízos. Ao anunciar perdas equivalentes a cerca de US$ 7,5 milhões, a japonesa juntou-se a outras operadoras do Dreamliner, como a All Nipon Airways e a United Airlines, que já sinalizaram que pedirão compensações.

Na semana passada, a All Nipon Airways disse que brigaria por uma indenização assim que o total do prejuízo se tornasse mais claro. Após os incidentes recentes com a bateria das aeronaves, entidades reguladoras de todo o mundo decretaram que os 50 Dreamliners em serviço deveriam permanecer no chão. Autoridades americanas e japonesas ainda não conseguiram determinar com exatidão o que causou o superaquecimento das baterias de lítio.

Em Tóquio, Yoshiharu Ueki, presidente da Japan Airlines, disse que a maior preocupação da companhia no momento era fazer o possível para ajudar a pôr o 787 novamente no ar em segurança. Ele acrescentou, no entanto, que a companhia aérea iria iniciar negociações para conseguir uma indenização “tão logo a situação se normalizasse”.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search