Aéreas querem mais voos em Congonhas

Jornal da Band
sexta-feira, 15 de março de 2013 – 06h13

Proposta de aumentar número de decolagens de 30 para 34 por hora foi entregue à presidente Dilma Rousseff
Do Metro São Paulo
noticias@band.com.br

Aeroporto de Congonhas teve que seguir novas regras impostas pela Anac
Dilma enviou a proposta para análise da Anac
Luiz Carlos Murauskas/Folhapress/Arquivo

As companhias aéreas entregaram uma proposta para a presidente Dilma Rousseff pedindo a ampliação do número de voos comerciais no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Na reunião, que contou com a presença do ministro da Secretaria da Aviação Civil, Wagner Bittencourt, e da ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, as empresas sugeriram ampliar o número de voos de 30 para 34 por hora.

Para conseguir vaga para os quatro voos a mais, seriam reduzidas as operações de jatos executivos, que deixariam de contar com horário regular. Dilma enviou a proposta para análise da Anac (agência que regula o setor).

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas diz que a proposta visa à retomada da capacidade do terminal, reduzida duas vezes pela Anac por motivos de segurança após o acidente com o Airbus da TAM, que matou 187 pessoas.

O presidente da Abag (associação que representa a aviação executiva), Ricardo Nogueira, disse que ficou surpreso com a proposta, já que Congonhas opera no máximo de sua capacidade, e sem possibilidade de ampliação no número de voos comerciais.

Free Shop em Campinas

A Receita Federal liberou a instalação do Free Shop do Aeroporto de Viracopos, em Campinas. A autorização foi dada anteontem, e o próximo passo cabe à concessionária Aeroportos Brasil/Viracopos: fechar com a empresa – provavelmente a Dufry – que operará o ponto de comércio isento de impostos dentro do terminal.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search