Nova linha aérea em SC é adiada mais uma vez e deve começar só em maio

Diário Catarinense
Atualizada em 19/03/2013 | 19h21

Concórdia, Lages e São Miguel do Oeste esperam pelos voos a Florianópolis e Porto Alegre
Pablo Gomes
pablo.gomes@diario.com.br

13_03_20dsc001a
Brava Linhas Aéreas (antiga NHT) deveria ter começado a operar na última segunda-feira, dia 18
Foto: – / Reprodução

Moradores de Concórdia, Lages e São Miguel do Oeste continuarão mais algum tempo à espera dos voos para Florianópolis e Porto Alegre (RS). Depois de transferir do dia 4 para o dia 18 de março o início das operações entre as cinco cidades, a Brava Linhas Aéreas (antiga NHT) voltou a adiar os serviços, que agora devem começar apenas na primeira semana de maio.

O novo adiamento é apenas mais um na longa novela que envolve a Brava e a tão falada linha entre as capitais do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A proposta inicial era setembro do ano passado. Porém, problemas nos aeroportos do interior derrubaram a previsão.

Cinco meses se passaram até que um novo prazo foi anunciado, inclusive com data e horários: no dia 4 de março, um avião modelo LET, com capacidade para 19 passageiros e dois tripulantes e velocidade média de 300 quilômetros por hora, deveria sair às 6h37min de Porto Alegre e chegar às 10h40min em Florianópolis, após fazer escalas em São Miguel do Oeste, Concórdia e Lages.

Mas a viagem sequer começou. Na ocasião, a Brava alegou pendências burocráticas nos aeroportos de Concórdia e São Miguel do Oeste, este último também com alguns pequenos problemas de estrutura a serem resolvidos a fim de garantir segurança aos usuários. As prefeituras das duas cidades confirmaram a informação da companhia aérea. O aeroporto de Lages está liberado.

Assim, as operações foram adiadas em duas semanas, para o dia 18. Porém, não foi o que aconteceu novamente. A reportagem do Diário Catarinense voltou a entrar em contato com as prefeituras e recebeu a garantia de que todos os problemas já foram resolvidos e que seus respectivos aeroportos já estariam aptos a receber os voos desde a última segunda-feira.

A Brava, no entanto, alega que ainda faltam algumas adequações relacionadas à acessibilidade no terminal de São Miguel do Oeste, como rampa, banheiros para cadeirantes e piso antiderrapante. A prefeitura garante que vai realizar as obras.

A gerente comercial da companhia aérea, Sheila Silva, diz ainda que os horários dos voos precisam ser aprovados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Assim, ela prevê o início das operações para a primeira semana de maio.

DIÁRIO CATARINENSE

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search