TAM e Gol têm perda recorde de R$ 2,7 bi em 2012

Valor Econômico
03/04/2013 às 00h00

Por Alberto Komatsu | De São Paulo

A Gol e a TAM acumularam prejuízo liquido de R$ 2,75 bilhões em 2012, o pior resultado combinado da história das duas maiores companhias aéreas brasileiras. Na Gol, as perdas somaram R$ 1,51 bilhão, as maiores em 12 anos de operação. Na TAM, o prejuízo foi de R$ 1,24 bilhão, o segundo maior de sua história e o quarto maior no ano no país, se comparado com as empresas de capital aberto em 2012 (ver quadro ao lado). Em 2011, as perdas combinadas de Gol e TAM ficaram em R$ 1 bilhão.

Clique na imagem para ampliar
arte03emp-101-tam-b4Apesar de ter fechado o capital após a fusão com a chilena LAN, para a criação da Latam, a TAM, pela lei das Sociedades Anônimas, ainda é obrigada a publicar alguns resultados.

Analistas disseram que, além da desvalorização do dólar e do custo do combustível, prejudicou a Gol e a TAM a busca por participação de mercado com preço. Segundo eles, porém, a tendência para 2013 é de uma melhora nos resultados, principalmente por causa da redução da oferta que as duas empresas têm implementado desde o segundo trimestre de 2012.

“Foi um ano complicado para a TAM e para a Gol. A demanda não estava tão aquecida, principalmente no primeiro semestre. Elas não tiveram poder de preço. Muitas promoções foram feitas”, disse Felipe Rocha, analista da Omar Camargo Investimentos,.

O especialista em aviação da Coppe/UFRJ, professor Elton Fernandes, também citou a concorrência por preço como efeito negativo em 2012. “As empresas têm a sua receita concentrada em passagens. Com a concorrência por preço, não conseguem chegar ao ponto de equilíbrio”, afirmou Fernandes. “As empresas tentam manter a participação de mercado com preço”, acrescentou.

A TAM teve um aumento de 19,3% nos custos e despesas operacionais em 2012 ante 2011, para R$ 14,3 bilhões. Na Gol, a alta de gastos foi de 15,7%, para R$ 9 bilhões no ano passado, na mesma base e comparação.

“Não recomendamos nenhuma exposição ao setor aéreo, que é muito difícil no Brasil. Tem o risco cambial, dívida em dólares, serviços de manutenção em dólares. O preço do combustível e as tarifas de aeroportos são muito altas”, disse Richard Cole, analista da XP Investimentos.

Para 2013, analistas acreditam que as perspectivas são de melhoria. “Gol e TAM iniciaram um corte de capacidade que devem produzir resultados neste ano. Não acredito em uma alta de combustível, como teve em 2012. O dólar também não deve ter uma pressão grande neste ano”, disse Rocha, da Omar Camargo Investimentos.

No Brasil, o querosene de aviação acumulou alta de 12,63% em 2012. No primeiro bimestre deste ano, a variação acumulada está negativa em 2,75%. “Se estão reduzindo a oferta vão encher mais os aviões e reduzir os custos”, disse Fernandes, da Coppe/UFRJ.

No acumulado de 2012, a Gol registrou redução de 5,38% na oferta de assentos no mercado doméstico, com recuo de 3,26% no fluxo de passageiros transportados em relação a 2011. A TAM mostrou redução de capacidade de 1,06% e aumento de 5,86% na demanda na mesma base de comparação. Para 2013, as duas planejam corte médio de 7% na capacidade.

Com os desempenhos de 2012, Gol e TAM acompanham maioria das companhias aéreas dos Estados Unidos e da Europa, que mostraram perdas com o impacto do aumento no preço do combustível. Os resultados da TAM de 2012 são da holding TAM S.A e de suas controladas. Representam um aumento de 272% ante o prejuízo de R$ 335 milhões de 2011.

Na Europa, em meio à crise financeira, a Air France KLM teve prejuízo de € 1,19 bilhão, enquanto a IAG, holding da fusão entre a British Airways e a espanhola Iberia, teve perdas de € 923 milhões. A Lufthansa, beneficiada por venda de ativos, lucrou € 990 milhões.

A US Airways e a Delta Air Lines foram as únicas entre as aéreas americanas de grande porte a ter lucro em 2012, de US$ 637 milhões e de US$ 1,6 bilhão, respectivamente. A American Airlines teve prejuízo de US$ 1,88 bilhão. A United perdeu US$ 723 milhões.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search