Notícias Vasp – 377 – Atual momento V

São Paulo,25 de abril de 2013

Prezados Amigos e Clientes,

O imbróglio jurídico para que se inicie o pagamento de todos os trabalhadores da Vasp no Brasil ainda está longe de se resolver, pois  tanto a Massa Falida da Vasp e como o Juizo Auxiliar de Execução – Vara Vasp,  não estão pagando e não existe nenhuma perspectiva a curta ou médio prazo para que se iniciem qualquer pagamento.

Para ser mais preciso e claro, no caso da Vara de Falência, ainda tem muita água pela frente, pois:

1-  Temos que aguardar o julgamento do recurso contra a Suspensão da falência pelo STJ deferido em outubro do ano passado.

2-  A Massa Falida possui muito imóveis para vender,contudo, mesmo vendendo-os não haverá recursos financeiros suficientes para pagar nem 50 (cinquenta) salários mínimos, quanto mais os 150 previstos pela Lei de Falência.

3-  Ninguém comenta isso, pois preferem continuar a iludir o pessoal com falsas promessas, mas é só perguntar para o Administrador Judicial da Massa  Falida que a verdade aparece….

Já no caso da Vara Vasp (onde vários ativos do Grupo Canhedo estão sendo adjudicados e vendidos via Ação Civil Pública), não existe a menor possibilidade de haver qualquer forma de pagamento até o julgamento final do recurso pendente no TST (Recurso do Grupo Canhedo contra a Venda da Fazenda Piratininga ((que foi vendida para ser paga em 05 anos (ainda faltam 03 parcelas anuais de R$ 50.000.000,00))).

Não posso negar e nem esconder que esse julgamento me preocupa muito, pois o ex-relator do processo, Ministro Emanuel Pereira, despachou ontem (23/4/2013) informando que por motivos de fórum intimo se dava por impedido de julgar o processo (Noticias Vasp 376).

Este foi o processo que deu origem ao Pedido de Suspeição contra a 5 turma do TST, para julgar o recurso do Grupo Canhedo ( Que foi negado pelo Órgão Especial do TST).

Em razão desta decisão monocrática o processo será redistribuído a  um  novo relator, o que poderá acarretar mais alguns meses ou anos para julgar o mesmo.

Essa é a real situação que nos encontramos.

Atenciosamente,

Carlos Duque Estrada

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search