Gol tem demanda 1,4% maior em maio

O Estado de S.Paulo
17 de junho de 2013 | 10h 28

AE – Agencia Estado

SÃO PAULO – A Gol registrou aumento de 1,4% na demanda em sua malha aérea total no mês de maio ante abril e queda de 2,7% frente a maio de 2012. De acordo com comunicado da empresa, no mercado doméstico a demanda caiu 5,6% frente ao mesmo mês do ano passado e registrou elevação de 1,3% sobre abril. A demanda internacional cresceu 3,1% ante o mês passado e 40,1% frente a igual período de 2012.

A taxa de ocupação total da empresa caiu para 66,1% em maio ante 66,7% em abril e ficou estável ante igual mês do ano passado. No mercado doméstico, a taxa de ocupação ficou em 67,2% ante 67,7% em abril e 66,9% em maio do ano passado e no internacional foi de 56,6% no mês passado, frente a 57,8% em abril e 56,3% em maio de 2012.

A GOL informou que continuou em maio com sua estratégia de racionalização da oferta e apresentou uma redução de 6,1% no mercado doméstico na comparação anual, em função da parada das atividades da Webjet. O menor patamar de redução se deu em função do início do ajuste na oferta ter ocorrido em abril/2012. “Essa redução, combinada ao aumento de PRASK (receita por passageiro) apresentado no mês, demonstra a atratividade de nosso serviço para passageiros dispostos a pagar por maiores yields”, informa a empresa em comunicado.

Mercado Internacional

A oferta do mês de maio apresentou aumento de 39,3%, na comparação com o mesmo período do ano anterior, principalmente devido às operações diárias para Santo Domingo, Miami e Orlando iniciadas no final do ano passado. A demanda no mesmo período apresentou aumento de 40,1%, pelo mesmo motivo.

A taxa de ocupação no mercado internacional apresentou aumento no mês de maio de 0,3 pontos percentuais, principalmente em função da maturidade das novas rotas citadas acima.

A receita por passageiro (PRASK líquido) apresentou crescimento de 11% na comparação com maio/12. No acumulado do ano, o PRASK atingiu crescimento de aproximadamente 11% frente ao ano anterior. “O aumento do PRASK reflete a estratégia da companhia na retomada de rentabilidade, indicador que permanece com essa tendência desde abril/2012.”

O yield (indicador de tarifa) líquido no mês apresentou aumento de 11% na comparação com o mesmo período de 2012, ficando entre R$20,0 e R$20,5 centavos. O Preço médio do Combustível (PMP) do mês de maio apresentou leve queda de -0,1% na comparação com maio/2012. Essa é a maior diferença apresentada entre PRASK e PMP na história da Gol, informou a companhia.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search