Demanda interna por voos bate recorde em maio

Estado de S.Paulo
21 de junho de 2013 | 19h 19

Segundo a Anac, a demanda cresceu 5% no mês, enquanto a oferta, em queda há nove meses, recuou 4%
Luciana Collet, da Agência Estado

SÃO PAULO – A demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros, medida pelo indicador passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK), cresceu 5,14% em maio em relação ao mesmo mês de 2012, informou a Agência Nacional de Aviação Civil na tarde desta sexta-feira, 21. Conforme a Anac, trata-se do maior nível de demanda doméstica para o mês de maio desde o início da série de dados comparativos.

A oferta apresentou mais um mês de queda. O indicador assentos-quilômetros oferecidos (ASK) diminuiu 4,07% em maio na comparação com um ano atrás. O índice cai há nove meses e acumula recuo de 6,36% nos primeiros cinco meses do ano.

A TAM não apenas se manteve na liderança de mercado como ampliou a participação, respondendo por 39,55% da demanda, acima dos 38,42% em abril. A Gol apresentou leve queda, passando de 36,24% para 35,35%, no mesmo período. A participação das outras empresas aéreas brasileiras totalizou 26,1% em maio: Azul ficou com 13,26% e Avianca com 7,14%, ante os 13,44% e 7,13%, anotados no mês anterior.

A taxa de aproveitamento dos voos domésticos de passageiros (RPK/ASK) alcançou 74,03% em maio, acima dos 67,54% no mesmo mês de 2012, o que representou um aumento de 9,6%. A Anac destacou que a taxa de aproveitamento doméstica está em crescimento há 13 meses consecutivos e, na média dos cinco primeiros meses do ano, a taxa de aproveitamento foi de 73,93%, frente a 69,53% no mesmo intervalo de 2012.

Transporte aéreo internacional. A oferta e a demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas aéreas brasileiras, que conforme a Anac vêm crescendo há sete meses seguidos, alcançaram o maior nível para o mês de maio desde o início da série. A demanda avançou 5,06% sobre o mesmo mês de 2012, enquanto a oferta cresceu 8,10% no mesmo comparativo.

No acumulado de janeiro a maio, a demanda internacional cresceu 5,39%, e a oferta internacional teve aumento de 14,12%, em comparação com os cinco primeiros meses de 2012.

Apenas TAM e Gol atuam no mercado internacional, entre as companhias aéreas brasileiras. No mês passado, a primeira ficou com 88,92% do mercado e a Gol respondeu pelos 11,08% restantes.

A taxa de aproveitamento dos voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras (RPK/ASK) alcançou 77,50% em maio, contra 79,75% do mesmo mês do ano anterior, representando uma variação negativa de 2,82%

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search