Tragédia com avião da TAM completa seis anos

O Globo
17/07/13 – 17h50

Parentes fazem ato em Porto Alegre e São Paulo para lembrar as 199 vítimas do acidente; julgamento está marcado para agosto
FLÁVIO ILHA

PORTO ALEGRE. Parentes de vítimas do acidente com o voo JJ 3054 da TAM, que caiu no aeroporto de Congonhas na noite de 17 de julho de 2007, lembraram ontem os seis anos da tragédia em Porto Alegre e São Paulo. A tragédia causou a morte de 199 pessoas. O julgamento dos três réus no processo está marcado para os dias 7 e 8 de agosto na Justiça Federal de São Paulo.

Em Porto Alegre, o ato foi realizado no Largo da Vida, próximo ao aeroporto Salgado Filho – o local foi batizado assim depois do acidente. Os parentes mostraram fotos das vítimas e colocaram flores na placa de mármore que lembra o acidente. Em São Paulo, o ato ocorreu no Memorial 17 de Julho.
O Airbus 320 da TAM decolou de Porto Alegre com destino a São Paulo e bateu durante o pouco em Congonhas. A análise da caixa-preta revelou que os pilotos pousaram com um manete em posição errada, o que manteve a aceleração. As condições da pista e a falta de uma área de escape no aeroporto de Congonhas também contribuíram para o acidente.

Três réus foram denunciados por atentado contra a segurança de transporte aéreo: Denise Abreu, então diretora da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), Marco Aurélio dos Santos de Miranda e Castro, que era diretor de segurança de voo da TAM, e Alberto Fajerman, ex- vice-presidente de operações da empresa.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search