Passagens aéreas nacionais podem ser mais baratas que as de ônibus

G1
10/10/2013 21h20

Nos últimos dez anos, o volume de passageiros nos aeroportos brasileiros quase triplicou. No mesmo período, houve redução de 6% na procura pelos ônibus interestaduais.
JN – Jornal Nacional

Veja vídeo no site do G1
f59d66fd3f43df238b77b0cc2276602119825a0e

Nos últimos dez anos, o volume de passageiros nos aeroportos brasileiros quase triplicou. No mesmo período, houve redução de 6% na procura pelos ônibus interestaduais. E um dos motivos desse movimento é o preço.

A família do Valdemir passou dois dias no ônibus para ir do Piauí até Brasília. “Ônibus tem um transtorno muito grande. Tem o cansaço, vem com criança no colo, tem esse negócio de alimentação, a pessoa passa mal”, reclama o Valdemir.

O Dilberto escolheu o avião para evitar três dias de viagem até Rondônia. “É mais barato e mais rápido”, afirma Dilberto.

Essa combinação de preço mais em conta e agilidade nas viagens aéreas vem mudando o perfil do transporte de passageiros no Brasil. Dados da Confederação Nacional dos Transportes mostram que o número de passageiros de avião já chega a 100 milhões por ano, enquanto 75 milhões ainda preferem usar os ônibus.

A equipe do Jornal Nacional pesquisou os preços de passagens aéreas e de ônibus em duas das principais rotas brasileiras. Compradas com antecedência, a diferença de preços é pequena. A passagem mais barata de avião no trecho Rio-São Paulo para daqui a um mês, com as taxas incluídas, sai por R$ 96,47. A de ônibus pode custar R$ 89,64. Já de Brasília a Belém, a passagem aérea fica em R$ 221,55. O mesmo trecho, de ônibus, sai por R$ 288,85.

Mas é importante ficar atento à variação dos preços. Na semana passada, a Agência Nacional de Transportes Terrestres autorizou um reajuste de quase 7% nas passagens de ônibus interestaduais e internacionais. E as passagens aéreas já aumentaram. De acordo com o IBGE, em setembro, subiram 16%.

Para o professor de economia José Kobori, ainda vale mais a pena ir de avião, mas só se a passagem for comprada com antecedência. “Quando você deixa para comprar muito em cima da hora, o preço da passagem de avião realmente fica muito mais caro do que a de ônibus”, ressalta José Kobori, professor do Ibmec.

Márcio que o diga. Ele chega a fazer uma planilha e tem 14 passagens já compradas. Viagens até julho do ano que vem.

“Se você pode planejar, você consegue comprar mais barato para viajar”, afirma o bancário Marcio Henrique Vale Campos.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search