Embratur e companhias divergem sobre passagens

ZERO HORA
31 de outubro de 2013
nas alturas

O preço das passagens aéreas no Brasil aumentou 131,5% acima da inflação desde 2005, conforme dados do IBGE.

A informação será apresentada hoje pelo presidente da Embratur, Flávio Dino, na reunião entre o governo e representantes das companhias aéreas. O objetivo do encontro é convencer as empresas de que os preços cobrados são altos demais.

A conta é feita com base em pesquisa nos sites das empresas, consultando voos de ida e volta, com partida aos sábados e retorno no domingo da semana seguinte. A antecedência da pesquisa é 60 dias para de janeiro, fevereiro, julho e dezembro e 30 dias para os demais meses.

A Associação Brasileira de Empresas Aéreas contesta os números e argumenta que o percentual não traduz o real comportamento dos preços dos bilhetes. A entidade apresenta como contraponto a pesquisa da Agência Nacional de Aviação Civil, que leva em conta apenas voos efetivamente comercializados. Segundo a entidade, entre 2005 e 2012, a média da tarifa doméstica caiu de R$ 575,47 para R$ 294,83.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search