Notícias Vasp – 434 – STF derruba bloqueio de R$ 125 mi, e correntistas do Rural começarão a ser pagos

06/11/2013 – 00h16
FOLHA DE SÃO PAULO

DAVID FRIEDLANDER
DE SÃO PAULO

O STF (Supremo Tribunal Federal) suspendeu ontem o bloqueio dos R$ 124,5 milhões que seriam usados pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) para pagar a correntistas e aplicadores do Banco Rural, liquidado em agosto.

A liminar, do ministro Gilmar Mendes, foi concedida na noite desta terça, 5, e reverte uma decisão da Justiça do Trabalho que pretendia usar os recursos para liquidar dívidas da falência da Vasp.

Hoje, o FGC começa a convocar os clientes que tinham aplicações e conta-corrente no Rural.

O FGC é uma espécie de seguradora criada pelos bancos para socorrer instituições em dificuldade e ressarcir clientes de bancos quebrados até o limite de R$ 250 mil.

O bloqueio havia sido determinado em agosto pela 14ª Vara do Trabalho, responsável pela falência da Vasp.

O juiz Fábio Branda pretendia usar o dinheiro para pagar dívidas com os ex-funcionários da companhia aérea, que faliu.

O juiz foi atrás dos recursos do Rural por entender que o banco tinha cometido uma operação fraudulenta para ajudar o empresário Wagner Canhedo, ex-dono da Vasp, a esconder patrimônio, por meio de uma suposta venda de gado. A Vasp deve cerca de R$ 1,5 bilhão aos ex-funcionários.

Em 2004, Canhedo pegou empréstimo no Rural, simulou pagar com 71.600 cabeças de gado, mas não entregou nada, segundo ação já julgada no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

O BC decretou a liquidação extrajudicial do Rural, instituição associada ao escândalo do mensalão, em razão do “comprometimento da sua situação econômico-financeira” e da “falta de um plano viável” para sua recuperação do FGC tentou, sem sucesso, encontrar um comprador.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search