American Airlines e US AIrways fazem acordo com governo dos EUA para aprovar fusão

O Globo
12/11/13 – 16h50

Empresas precirão se desfazer de pistas de pouso e decolagem em pelo menos sete aeroportos, entre eles o La Guardia (NY) e Reagan (Washington)
Acordo ainda precisa ser aprovado por tribunal do Distrito de Colúmbia

REUTERS

usairways
Jato da US Airways no aeroporto de Phoenix, no Arizona (EUA). União com a American deve
mudar panorama do setor de aviação Patrick T. Fallon / Bloomberg

WASHINGTON – A US Airways e a American Airlines concordaram em abrir mão de espaços e portões em diversos aeroportos dos EUA para obter a aprovação antitruste para a fusão entre ambas, disse o Departamento de Justiça dos Estados Unidos nesta terça-feira. O acordo preliminar ainda precisa passar pelo Tribunal do Distrito de Colúmbia, em sessão prevista para o fim do mês.

O governo entrou com uma ação em agosto argumentando que a US Airways e a AMR Corp, controladora da American Airlines, deviam ser obrigadas a desfazer a fusão, que cria a maior companhia aérea do mundo.

O acordo prevê que as aéreas de desfaçam de 104 slots de pousos e decolagens no Aeroporto Nacional Reagan, em Washington, 34 no terminal LaGuardia, em Nova York, e diversos outros pontos estratégicos em outros cinco aeroportos. Com isso, empresas aéreas rivais de baixo custo também terão mais acesso a aeroportos em Boston, Chicago, Dallas, Los Angeles e Miami, disse o governo.

“Esse acordo tem o potencial de mudar o cenário da indústria aérea. Ao garantir uma presença maior para as empresas de baixo custo em aeroportos importantes dos EUA, o acordo assegura aos passageiros mais competição em rotas sem escalas e com conexão”, disse o procurador-geral Eric Holder.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search