Começa a operação especial nos aeroportos

O Globo
Sexta-feira 13.12.2013

De hoje até 13 de janeiro, ‘overbooking’ está proibido e empresas terão aviões extras para imprevistos
GERALDA DOCA
geralda@bsb.oglobo.com.br

MARCELO PIU/7-12-2013
13_12_13glb001
-BRASÍLIA.- Para evitar o caos nos aeroportos no fim do ano, o governo dará início hoje e manterá até 13 de janeiro uma operação especial com a participação de todas as autoridades que atuam nos 12 principais terminais do país (Galeão, Santos Dumont, Congonhas, Guarulhos, Viracopos, Brasília, Confins, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza e Recife). Um efetivo de 315 servidores, incluindo fiscais da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), vai reforçar o quadro de funcionários nos horários de pico e as companhias aéreas terão que acionar planos de emergência (com aeronaves reservas e tripulação extra), para atender a imprevistos. Também foram definidas ações específicas para os concessionários dos aeroportos.

Segundo o ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, o overbooking (venda de bilhetes superior ao número de assentos), está proibido durante o período.

— O passageiro não poderá ficar no chão. As empresas se comprometeram em não fazer overbooking — disse o ministro, que reuniu hoje todas autoridades do setor, os concessionários, além dos representantes da companhias para fechar a operação fim de ano.

Ele reiterou que problemas climáticos são inerentes ao negócio e que as companhias precisam estar preparadas para solucionar o problema com rapidez.

— Não podem repetir o que aconteceu com a Gol, que demorou três dias para normalizar voos cancelados no último fim de semana — disse.

Moreira assegurou que não haverá caos nos aeroportos. — Será melhor ou, no mínimo, igual ao ano passado.

MOVIMENTO MAIOR QUE EM 2012

A expectativa do governo é que haja um movimento de 16,4 milhões de passageiros neste mês nos aeroportos — 200 mil a mais do que o registrado no mesmo período de 2012 e 800 mil a mais na comparação com novembro. O dia de maior fluxo deverá ser o dia 20 (sexta-feira), quase antevéspera do Natal (na quarta-feira). Devido às conexões, é esperado grande aumento no volume de usuários em Brasília, que está em obras, incluindo o acesso ao aeroporto.

Neste caso, o concessionário foi orientado a agir para evitar que as obras nas vias prejudiquem o trânsito. Nas áreas internas, a empresa terá que colocar mais 25 veículos para transporte de passageiros (até o avião); instalar novas esteiras de bagagem e equipamentos de raios-X.

No aeroporto de Viracopos, será aberto um posto da Anac. O concessionário terá que oferecer equipamentos para facilitar o acesso de cadeirantes a aeronaves, instalar novas esteiras de bagagens, novos computadores para tornar mais ágil o fluxo de pousos e decolagens e ampliar número de tomadas para equipamentos eletrônicos no terminal de

Em Guarulhos, será necessário ampliar a praça de alimentação e o número de balcões para atendimento de voos internacionais. A Infraero, por sua vez, terá que aumentar o número de cadeiras nas salas de embarque e carrinhos de bagagem nos aeroportos sob sua responsabilidade.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search