Obras adiadas pela Infraero causam prejuízos às companhias aéreas

Estado de S.Paulo
QUARTA-FEIRA, 12 DE FEVEREIRO DE 2014

Cronograma. Empresas cancelam voos para viabilizar as reformas nas pistas dos aeroportos, mas obras não obedecem aos prazos previstos pela estatal; apenas uma das companhias perdeu R$ 10 milhões com alterações no cronograma de sete aeroportos em 2013
Marina Gazzoni

IMPACTO DO ATRASO DE OBRAS
14-02-12edsp001
INFOGRÁFICO/ESTADÃO

Uma série de obras estão sendo feitas neste momento nos aeroportos brasileiros, cm uma tentativa de melhorar a Infraestrutura às vésperas da Copa. A execução das obras, no entanto, tem apresentado mudanças de cronograma, causando prejuízo a empresas e passageiros.

Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear) a pedido do Estado aponta que diversos voos foram cancelados para liberar as pistas para a realização de obras, que acabaram adiadas. Apenas uma das empresas perdeu R$ 10,7 milhões com as alterações no cronograma de obras de sete aeroportos durante o ano passado, informa a Abear, sem revelar o nome da companhia. Nesse caso, cerca de 52 mil passageiros foram afetados pelas mudanças nos voos.

No aeroporto de Goiânia, por exemplo, o cronograma previa obras na pista entre os dias 1° de março e 2 de julho de 2013. Mas as obras começaram sete dias depois e acabaram 22 dias antes do previsto. As empresas só retomaram os voos no dia 2 de julho e o aeroporto ficou sem voos mesmo em períodos em que a pista estava livre.

“As empresas mexem em dezenas de voos para fazer uma mudança na malha. Se o voo for cancelado, ele é retirado do sistema de vendas e não dá para reativar de última hora”, explica o diretor de operações da Abear, Ronaldo Jenkins.

Segundo ele, as companhias entendem que as obras são necessárias, mas precisam que o cronograma seja cumprido para minimizar o impacto nos voos. O ideal, diz Jenkins, seria que as obras fossem confirmadas com 90 dias de antecedência. “E um absurdo o aeroporto ficar parado. O assento no avião é um produto perecível.”

O custo com os voos cancela- dos sem necessidade pode impactar no preço da passagem, diz o professor de transporte aéreo da UFRJ, Elton Fernandes. “A ineficiência do sistema entra como risco do negócio. Quando o risco é maior, os preços sobem.”

Desgaste. Os voos começam a ser vendidos pelas empresas um ano antes. Quando há necessidade de cancelar ou alterar o horário, ela precisa retirar esse voo do sistema e reacomodar quem já comprou a passagem. Apesar das alterações nas datas da reforma de aeroportos não dependerem da empresa, é obrigação dela comunicar as mudanças nos voos aos passageiros.

No caso da reforma do aeroporto de Salvador, que previa o fechamento da pista por três horas durante nove dias em novembro, a ação foi agendada quatro vezes. Essas mudanças levaram a alterações em diversos voos e impactaram i mil passageiros, estima a Abear. “Isso gera um desgaste das empresas com os passageiros”, diz Jenkins.

As reformas continuam em i8 aeroportos brasileiros neste ano, aponta o levantamento da Abear. A Infraero diz que muitas obras ocorrem ao mesmo
tempo por esgotamento da infraestrutura e porque foram adiadas a pedido das próprias empresas aéreas. “A Copa não tem nada a ver com isso. E uma questão de continuidade da infraestrutura”, diz o superintendente de Gestão Operacional da Infraero, Marçal Goulart.

“As empresas não querem diminuir em nada a operação. Fomos adiando muitas obras por conta do interesse delas. Só conseguimos comprovar que a obra é necessária quando a estrutura chega no limite.”

Segundo ele, um exemplo de obra adiada a pedido das empresas é a ampliação da pista do aeroporto de Confins, que deveria ter ocorrido em 2013 e foi cancelada. O plano original previa retirar os voos internacionais por seis meses. Mas as empresas reclamaram e o plano foi alterado, atrasando a obra.

Mudanças na malha
15 mil passageiros foram afetados com alterações na data de realização de obra em pista do aeroporto de Salvador em novembro

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search