Abear: demanda por voo doméstico cresce em fevereiro

Estado de S.Paulo
20 de março de 2014 | 13h 32

LUCIANA COLLET – Agencia Estado

SÃO PAULO – A demanda das companhias aéreas brasileiras cresceu 11,2% em fevereiro, na comparação com o mesmo mês de 2013, somando 7 bilhões de passageiros-quilômetros transportados (RPK), segundo dados compilados pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Já a oferta teve leve recuo de 0,5%, para 8,7 bilhões de assentos-quilômetros oferecidos (ASKs). Com isso, a taxa de ocupação (load factor) subiu 8,5 pontos porcentuais, atingindo o patamar de 80,6%. O número total de passageiros transportados superou os 6 milhões de pessoas no mês, 11% acima do registrado em fevereiro de 2013.

A associação destacou que as empresas estão mantendo a política de disciplina de oferta e, lidando com um mercado doméstico aquecido nesse início de 2014. “Esses são resultados muito positivos para o mês de fevereiro, normalmente um período mais fraco para a estatística da indústria, até porque tem menos dias”, destacou, em nota o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz. “Assim como já havíamos notado em janeiro, percebemos uma demanda aquecida, é possível que haja uma reprogramação de compromissos do público corporativo, que está adiantando reuniões e eventos que poderiam acontecer durante a Copa do Mundo ou no período eleitoral”, acrescentou.

A Abear destacou que as taxas de ocupação registradas nos dois primeiros meses de 2014, superiores a 80%, estão acima das médias de todo o ano de 2012 e 2013. Em termos de desempenho individual nesse indicador, em fevereiro sobressaiu o resultado da Avianca, que alcançou taxa mais de 88,7%, mais de oito pontos acima da média.

Em termos de participação de mercado, a TAM seguiu na liderança, com 37,86%, seguida pela Gol (36,83%), Azul (16,91%) e Avianca (8,39%).

Internacional

No mercado internacional, no qual atuam apenas TAM (84,5%) e Gol (15,5%), a oferta caiu 9,6% em relação a fevereiro de 2013, para 8,7 bilhões de ASKs, enquanto a demanda teve leve recuo de 0,5%, para 6,3 bilhões de RPKs, proporcionando um aumento de 7 pontos percentuais na taxa de ocupação, para 77,5%. O número de passageiros transportados teve retração de 6,2%, somando 5,4 milhões de pessoas.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search