Aéreas têm até dia 9 para definir prazo de abertura de novos terminais

G1
27/03/2014 16h11

Ministro Moreira Franco estabeleceu data para cronograma nesta quinta.
‘Objetivo é evitar transtornos, cobramos um cronograma que seja factível’.

Gabriela Gasparin
Do G1, em São Paulo

Moreira Franco em reunião com representantes de aéreas (Foto: Gabriela Gasparin/G1)

Moreira Franco em reunião com representantes
de aéreas (Foto: Gabriela Gasparin/G1)

O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, estabeleceu nesta quinta-feira (27) o prazo de 9 de abril para que as companhias aéreas e operadoras dos aeroportos entreguem um cronograma para a entrada em funcionamento dos novos terminais de São Gonçalo do Amarante (RN), Brasília, Viracopos, em Campinas (SP), e Guarulhos (SP).

O prazo foi estabelecido após reunião em São Paulo com representantes das companhias aéreas TAM, Gol, Avianca e Azul, as concessionárias dos aeroportos e representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). O presidente da Abear, Eduardo Sanovic, disse que as aéreas se comprometeram com a data e entregarão o cronograma no prazo.

“Estamos enfrentando a etapa mais delicada, que é a transferência das companhias aéreas para os novos terminais. Não são pessoas ou mesas, são sistemas, novas tecnologias”, disse o ministro. “Solicitamos às companhias que apresentem em dez dias o cronograma para garantir que o passageiro não sofra com a mudança, que ela aconteça sem precipitação, O objetivo é evitar transtornos. Cobramos um cronograma que seja factível e conservador”, declarou. A reunião foi marcada para o dia 9 de abril, em São Paulo.

O ministro disse que é melhor definir um prazo que permita uma situação controlada para evitar problemas. Ele citou experiências internacionais negativas, como a inauguração de um novo terminal em Heathrow, em Londres, que entrou em funcionamento em meio ao caos, com voos cancelados, longas filas e atrasos na entrega de malas.

Copa
Moreira Franco não quis sugerir qual seria o prazo razoável para que a mudança aconteça, mas disse que não tem dúvida de que o sistema está preparado para funcionar antes da Copa. “Com relação à Copa, não há dúvida que o sistema está preparado, mas queremos que a transferência não prejudique o usuário.”
Os concessionários de Guarulhos, Campinas, Brasília e São Gonçalo do Amarante realizam investimentos na melhoria e ampliação desses aeroportos, visando o aumento no fluxo de passageiros durante a Copa de 2014.

O contrato assinado entre o governo e os concessionários prevê uma série de obras que devem ficar prontas antes da competição, que vai acontecer entre junho e julho.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search