Área de busca de avião desaparecido é reduzida

Globo
10/04/14 – 3h03

Zona de 57.900 quilômetros quadrados é vasculhada por 14 aviões e 13 barcos
O GLOBO
COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

werdunnamed
O avião P-8 Poseidon., da Marinha americana, decola do aeroporto de Perth, na Austrália,
para retomar as buscas pela aeronave da Malaysia Airlines Foto: Rob Griffith / AP

PERTH, Austrália – Aviões e barcos concentraram nesta quinta-feira a busca do Boeing 777 perdido em uma zona específica do Oceano Índico, depois que uma embarcação da Marinha americana detectou sinais compatíveis com as caixas-pretas do avião.

A zona de busca desta quinta-feira é a de menores dimensões em um mês de tentativas de localizar o avião do voo 370 da Malaysia Airlines que desapareceu em 8 de março quando se dirigia com 239 pessoas de Kuala Lumpur para Pequim.

Na quarta-feira, Agnes Houston, que coordena as buscas na costa oeste da Austrália, afirmou que o aviões e barcos poderiam estar se aproximando do lugar definitivo em que se encontra o Boeing desaparecido.

Houston disse na quarta-feira que a equipe a bordo do barco australiano Ocean Shield detectou no dia anterior dois sinais provenientes das profundezas.

— Estou otimista de que vamos encontrar o avião, ou o que resta dele, em um futuro não muito distante — disse na quarta Houston.

Não foram detectados mais sinais durante a noite, informou nesta quinta-feira o centro de coordenação comandado por Houston.

No entanto, o Ocean Shield continuava sua busca e arrasta lentamente um localizador de sinais da marinha americana pelas profundezas do oceano com a esperança de voltar a detectar a origem do sinal e conseguir uma localização mais específica.

Por sua vez, 14 aviões e 13 barcos verificam objetos flutuantes na zona de busca de 57.900 quilômetros quadrados, a cerca de 2.300 quilômetros a noroeste de Perth.

O barco Haixun 01, da China, utiliza equipamento acústico submarino para buscar sinais em um área a várias centenas de quilômetros de distância do Ocean Shield.

Um grande número de objetos foram avistados na quarta-feira pela equipes que vasculham a zona, mas os poucos que foram recuperados pelos barcos de busca parecem não ter relação alguma com a aeronave perdida, informou o centro de coordenação.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search