Notícias Varig – 174 – Ilha no Amazonas integra leilão da Varig marcado para dezembro

O Globo
17/11/2014 20:00

Lote de bens da massa falida está avaliado em R$ 29,85 milhões. Será o primeiro com terrenos e imóveis em diversos estados
POR GLAUCE CAVALCANTI

RIO — A Ilha do Icê, 2.500 hectares de terras no Rio Japura, em Tefé, no Amazonas, integra o lote de bens da massa falida da Varig que irá a leilão no dia 4 de dezembro, no Rio. Está avaliada em R$ 505 mil. Nesse pregão estarão 19 lotes de imóveis — sendo oito territoriais e 11 prediais, como lojas e salas comerciais —, uma estação de rádio em Santo Angelo e outros. No total, está avaliado em R$ 29,85 milhões, contando pela primeira vez com opções em vários estados do país, do Rio Grande do Sul a Rondônia.

Desde 2007, a massa falida da companhia (que inclui Varig, Rio Sul e Nordeste e teve falência decretada em agosto de 2010) já arrecadou quase R$ 70 milhões com a realização de leilões, diz o administrador judicial Jaime Canha. Esses recursos, porém, ainda não podem ser usados para pagamento de ex-funcionários, aposentados e pensionistas do grupo.

— Dos quatro recursos interpostos na Justiça questionando a decisão de falência da Varig, um ainda está pendente. Esperamos, em breve, ter uma decisão a favor da massa falida. Depois disso, será possível iniciar pagamentos — explicou Canha.

A soma arrecadada em leilões é uma diminuta fração do passivo da Varig, calculado em R$ 18 bilhões à época da falência. Há cerca de 12 mil beneficiários. O quadro geral de credores, a lista de quem tem direito a receber pagamentos da massa falida, já foi entregue à Justiça.

Há grande expectativa quanto à indenização que a União pagará à massa falida da Varig, por decisão do STF, de março deste ano. O valor é estimada entre R$ 3 bilhões e mais de R$ 6 bilhões. A decisão atende à demanda da companhia que reclamou perdas decorrentes da defasagem tarifária causada pelo Plano Cruzado. O acórdão foi publicado em setembro, mas ainda não foi declarado trânsito em julgado, que é quando a decisão ganha status de julgamento definitivo.

O leilão de bens será realizado no próximo dia 4, no Auditório da Corregedoria Geral de Justiça. O pregão será coordenado pelos leiloeiros De Paula, Jonas Rymer, Rodrigo Portella e Silas Barbosa.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search