Por que as janelas do avião nem sempre estão alinhadas com os assentos?

Foto: Aleksandar Nakic/Getty Images

Foto: Aleksandar Nakic/Getty Images

Você teve o cuidado de reservar uma poltrona ao lado da janela, para aproveitar a vista no momento da decolagem ou da aterrissagem. Mas então, ao localizar seu assento dentro do avião, vem a surpresa desagradável: a janela não está exatamente onde deveria, ou seja, ao lado do assento.

Pode ser que você precise olhar para trás para conseguir ver alguma coisa do lado de fora. Ou, em alguns casos, o que sobra é apenas a parede da fuselagem – o que pode ser até confortável para alguns na hora de dormir.

Mas por que o alinhamento das janelas às vezes não é o que normalmente seria esperado? O site “Today I Found Out” (Hoje eu Descobri) dá uma explicação simples para a questão: porque a disposição dos assentos dentro da aeronave muda em relação ao previsto originalmente.

Os aviões são desenhados com as janelas alinhadas aos assentos, mas quem define a configuração final são as companhias aéreas. Desde a combinação das fileiras (se vai ser 3-4-3, 2-3-2 ou 3-5-3, por exemplo), até a quantidade de fileiras.

Como é possível imaginar, a mudança geralmente ocorre para a colocação de mais assentos, o que leva a uma diminuição do espaço para as pernas e à ausência de janela em algumas fileiras.

Exemplos

O site – criado em 2010 inspirado por um grupo de discussões do Reddit – dá o exemplo do Boeing 777. Para algumas versões da aeronave, a recomendação do fabricante é de um layout 3-3-3, com 81 centímetros de distância entre as fileiras na classe econômica.

Na prática, contudo, as dimensões e distâncias mudam de acordo com a companhia aérea. “Não é difícil as companhias escolherem a configuração 2-5-2 na econômica”, cita o site.

Se na configuração recomendada seria necessário vender 67% das passagens até que um passageiro tivesse de viajar sentado ao lado de outro, com a mudança, basta uma ocupação de 55% dos lugares no voo para que alguém passe a ter mais chances de ter um vizinho a bordo.

Os exemplos não param por aí. “O Airbus A330 foi desenhado para ter oito assentos por fileira, mas não é raro as companhias aéreas usarem poltronas de largura menor para acomodar nove lugares por fileira”, diz o site.

Recommended Posts

Start typing and press Enter to search